Suíça desmente Romário e diz que não investigou falsificação de extrato


Do Estadão

O Ministério Público de Genebra arquivou o caso relacionado a uma suposta falsificação de extrato bancário em nome do senador Romário Faria (PSB-RJ). Porta-vozes da instituição explicaram ao Estado que não houve nem haverá investigação sob a justificativa de que, se o extrato publicado na imprensa brasileira foi de fato falsificado, esse crime teria ocorrido no Brasil e a apuração não seria de responsabilidade das autoridades suíças.

O posicionamento do Ministério Público de Genebra contradiz o senador e ex-atacante, que na semana passada divulgou post no Facebook afirmando que “autoridades brasileiras e suíças” haviam esclarecido o caso.

Nenhum comentário: