Rio e capitais projetam o réveillon da década

"Na contramão da propalada crise, hotéis do Rio de Janeiro e de outras capitais, como Salvador, Florianópolis e Vitória, estão com 100% de ocupação às vésperas da virada do ano; além disso, verão com altas temperaturas lota as praias em todo o Brasil; polêmicas do momento já não dizem mais respeito à política, mas sim a decisões bizarras, como a da prefeitura de Floripa, que determinou a exclusividade da venda de bebidas da Brasil Kirin em suas praias; ocupação das praias e dos hotéis revela que a crise é menos grave do que se vende na mídia

Brasil 247

As principais capitais turísticas do Brasil se preparam para ter um dos melhores réveillons dos últimos anos. Segundo a Associação Brasileira de Indústrias de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), a rede hoteleira carioca tem aumento de 12% na ocupação em relação ao ano passado e já está com praticamente 100% de ocupação nos principais pontos da virada. Na queima de fogos na Barra da Tijuca, que terá duração de 15 minutos, serão usadas 6 toneladas de material pirotécnico.

Já em Salvador, o aumento na ocupação de quartos é de 5% comparado com 2014, com ocupação média superior a 98% em vários pontos. Vitória (ES) também comemora ocupação de 100% da rede e em Florianópolis o índice ultrapassa 80%.

polêmicas do momento já não dizem mais respeito à política, mas sim a decisões bizarras, como a da prefeitura de Floripa, que determinou a exclusividade da venda de bebidas da Brasil Kirin, como cerveja Schin, em suas praias. Depois da repercussão negativa nas redes sociais, a prefeitura voltou atrás e vai renegociar o contrato com a empresa (leia mais).
Leia reportagem da Agência Brasil a respeito.

Rio tem aumento na ocupação hoteleira em relação a 2014, diz associação

O presidente da Associação Brasileira de Indústrias de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), Alfredo Lopes, disse hoje (29) que a ocupação hoteleira da cidade nestes últimos dias do ano teve um aumento de 12% em relação a 2014. O número foi divulgado em entrevista à imprensa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, em que foram apresentadas informações sobre o réveillon da região, que tem a proposta de ser um complemento ao de Copacabana.

"A expectativa para o réveillon é excepcional porque o Rio de Janeiro aumentou a oferta de 3 mil novos quartos e apresentou uma taxa de ocupação superior em 12% com relação ao ano passado. E são números que se revelam em meio à crise em que estamos. Isso pode ser considerado uma vitória, porque gera impostos e alto consumo dos turistas, o que beneficia a cidade como um todo. A Barra, com a implantação de uma festa para comemorar a virada do ano, se coloca como a maior oferta de quartos da cidade, com 12 mil, tendo a sua ocupação já alcançado os 100%", disse Lopes.

Para o presidente da associação, a Barra surgiu como uma oportunidade de um novo destino para os turistas. "A prefeitura está de parabéns por conta dessas obras, desses novos pontos turísticos, o que deixa o Rio ainda mais forte nesse setor, mas aqui foi onde nós fizemos mais investimentos na infraestrutura de transportes e de acessibilidade, fora que aqui a gente encontra uma grande quantidade de restaurantes, shoppings, ofertas de lazer para toda a família. É um produto diferenciado, uma espécie de resort urbano que a região disponibiliza."
Na queima de fogos na Barra da Tijuca, que terá duração de 15 minutos, serão usadas 6 toneladas de material pirotécnico. Não estão previstos shows na orla.

De acordo com pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), a taxa média de ocupação na cidade já chega a 90% no período compreendido entre 30/12 a 1/01.

O levantamento, realizado em 31 hotéis da capital baiana, mostra que os estabelecimentos instalados em Ondina e no Rio Vermelho apresentam o melhor índice, com 98% de ocupação, seguido por Barra (90%), Pituba e Itapoan/Aeroporto (87%) e Campo Grande/Vitória (83%).

Segundo o presidente da ABIH-BA, José Manuel Garrido, a expectativa é que a ocupação média chegue a 93%, nos próximos dias, um número muito bom, considerando que até o ano passado a taxa não passava de 85%.

Segundo informações da Prefeitura de Vitória, a expectativa é de que o réveillon na cidade leve mais de 200 mil pessoas para a orla de Camburi, além de atrair cerca de 15 mil turistas. A taxa de ocupação da rede hoteleira local deve ser superior a 90%.

A expectativa de receber turistas durante o Verão é otimista, segundo a A Secretaria de Turismo do Estado. Os municípios da Grande Florianópolis já estão com os hotéis lotados para virada do ano. A previsão é de que após a ocupação de 77% alcançada no Natal, para o Réveillon fique acima de 80%."

Nenhum comentário: