Época produziu a capa mais furada de 2015

"Em julho deste ano, a revista da Globo colocou o vice Michel Temer e o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na linha de frente da chamada "guarda do palácio"; pouco tempo depois, Cunha acolheu um pedido de impeachment e Temer, com sua carta com um pote até aqui de mágoas, se lançou como alternativa de poder

Brasil 247

A competição foi duríssima, o ano foi repleto de barrigadas jornalísticas, mas ninguém tira de Época o título de capa mais furada de 2015.
 
Ela foi publicada no dia 9 de julho deste ano e colocou tanto o vice-presidente Michel Temer como o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na linha de frente de uma suposta "guarda do palácio" (leia aqui).

Como se sabe, pouco depois disso, Cunha acolheu o pedido de impeachment e Temer passou a conspirar abertamente para assumir o cargo da presidente Dilma Rousseff.

No entanto, para Época, ambos faziam parte da "tropa de choque" de Dilma.

Nenhum comentário: