BTG orientou Eduardo Cunha por email a mudar MP

"Segundo reportagem de Maiá Menezes, do Globo, documentação revela uma linha direta do banco com Eduardo Cunha para tentar reescrever a medida provisória sobre tributação de empresas no exterior; deputado confirmou os diálogos e disse que conversou com outras empresas: “Todas as sugestões foram repassadas e discutidas com o Ministério da Fazenda, inclusive, também, por meio da troca de e-mails”, disse, em nota; anotação apreendida pela PF na casa de um assessor do senador Delcídio Amaral (PT-MS) indica que Cunha recebeu R$ 45 milhões para alterar a lei e permitir que o BTG utilizasse créditos tributários da massa falida do Bamerindus

Brasil 247

Em uma troca de e-mails, diretores do BTG Pactual orientaram o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), a alterar em 2014 trechos de medida provisória sobre tributação de empresas no exterior.


Segundo reportagem de Maiá Menezes, do Globo, documentação revela uma linha direta do banco com Cunha para tentar reescrever a medida provisória, mas não é possível afirmar que os pedidos foram atendidos. O deputado confirmou os diálogos e disse que conversou com outras empresas. De acordo com ele, a conversa com o banco é ‘natural’: “Todas as sugestões foram repassadas e discutidas com o Ministério da Fazenda, inclusive, também, por meio da troca de e-mails”, disse, em nota

De acordo com anotação apreendida pela PF na casa de um assessor do senador Delcídio Amaral (PT-MS), Cunha recebeu R$ 45 milhões para alterar a lei e permitir que o BTG utilizasse créditos tributários da massa falida do Bamerindus, comprado pelo banco de investimento.

Ontem, o Conselho de Ética adiou a decisão sobre a abertura do processo de cassação de Cunha.

O ex-presidente do banco André Esteves foi preso na semana passada pela Lava Jato, junto com o senador Delcídio, acusado de tentar obstruir as investigações (leia mais)."

Nenhum comentário: