André Singer: ‘Temer cometeu tripla traição’

"Cientista político avalia, em artigo publicado neste sábado, que o vice-presidente da República não só "abandonou a companheira de chapa na hora em que ela mais precisava dele", mas também "a própria vocação do PMDB"; "E o vice traiu, também, a si mesmo. A sua postura irresponsável animou Cunha a continuar manipulando de maneira descarada tanto o rito do impedimento quanto o Conselho de Ética", completa

Brasil 247

O cientista social André Singer destaca em sua coluna deste sábado que o vice-presidente, Michel Temer, cometeu uma "tripla traição". Ele não só "abandonou a companheira de chapa na hora em que ela mais precisava dele", mas também "a própria vocação do PMDB", opina o colunista.

"E o vice traiu, também, a si mesmo. A sua postura irresponsável animou Cunha a continuar manipulando de maneira descarada tanto o rito do impedimento quanto o Conselho de Ética", completa o colunista. Para ele, "o vice inventou uma série de desculpas esfarrapadas" na carta que entregou a Dilma nessa semana.

"Em lugar de propor a expulsão de Cunha do PMDB, que seria o destino óbvio para um sabotador contumaz, Temer voltou-se contra a estabilidade das instituições. O Brasil pagará preço alto se houver impeachment sem base consistente", opina ainda André Singer. "A tripla traição de Temer deveria ficar para a história como exemplo de péssima política", conclui.

Leia aqui a íntegra."

Nenhum comentário: