Aécio falta de novo ao golpe que tenta promover

"Assessoria do senador Aécio Neves (PSDB-MG) informou que ele decidiu não participar dos protestos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff e foram marcados para o aniversário do AI-5, um dos dias mais trágicos da história do País, que selou o endurecimento da ditadura e o fim das liberdades civis; em Belo Horizonte, cerca de 350 pessoas foram às ruas, mas Aécio, que há mais de um ano tenta promover um golpe em parceria com o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não deu as caras; senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), outro ausente, culpou o calendário; “É uma época, a meu juízo pessoal, um pouco adversa a esse tipo de manifestação porque estamos praticamente em período nataliano”, afirmou; outro aliado, o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) exaltou protestos pelas redes sociais, mas a hashtag mais comentada do dia foi #NaoVaiTerGolpe

Brasil 247

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) decidiu não participar dos protestos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff e foram marcados para este domingo, data do 47o. aniversário do Ato Institucional número 5, baixado pelos militares em 13 de dezembro de 1968. O AI-5 aboliu direitos civis, oficializou a censura e abriu espaço para um período de trevas na história brasileira.

Até agora, cerca de 350 pessoas participam dos protestos convocados pelo Movimento Brasil Livre e pelo Vem pra Rua, em Belo Horizonte.

Lideranças do PSDB, que decidiram apoiar explicitamente o golpe liderado pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não escondem o fracasso.

O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), também ausente, culpou o calendário. “É uma época, a meu juízo pessoal, um pouco adversa a esse tipo de manifestação porque estamos praticamente em período nataliano”, afirmou.

Outro aecista, o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) exaltou outro tipo de manifestação, pelas redes sociais. “Hoje tem uma série de forma de se manifestar”, disse ele, se referindo à opção das críticas via redes sociais. “É claro que a manifestação de rua é mais impactante, mas não é a única forma de manifestação.”

No entanto, a hashtag que atingiu o primeiro lugar no Twitter neste domingo foi #NaoVaiTerGolpe."

Nenhum comentário: