A Folha inventa um novo conceito, os MANIPASSANTES!

Rogério Maestri, GGN


Para inflar o número de participantes das manifestações a Folha de São Paulo inventa um novo conceito de contagem de manifestações, os MANIPASSANTES.

Em qualquer local do mundo ao se contar o número de pessoas que estão numa manifestação qualquer, conta-se no momento em que há mais pessoas a quantidade destas, porém para inflar o número dos manifestantes inventou-se uma nova forma de contar, ou seja, conta-se todos que passaram pela manifestação, ou seja os Manipassantes.

Conforme o site do Notícias Agrícolas no momento em que havia mais manifestantes em São Paulo, a Folha de São Paulo contou 35,8 mil pessoas, porém para verificar na realidade quantos eram inaugurou-se um conceito novo: “O número apurado pelo instituto indica a quantidade de pessoas diferentes que, em algum momento, foram à manifestação o intervalo de tempo estudado.” Ou seja, funcionários da Folha foram colocados na manifestação com questionários nas mãos sabendo se o sujeito tinha ou não ficado na manifestação o tempo inteiro, assim sendo quem passou pela manifestação e foi para casa era contado como um Manipassante (um manifestante de passagem), com isto o número foi inflado para 40,3 mil, somando-se aos manifestantes no ponto máximo da manifestação os passantes (que de repente estavam passando para ir comprar cigarro, ou tomar uma cerveja no bar).


Diz a reportagem do site Notícias Agrícolas que os passantes que iam comprar cigarro ou tomar uma cerveja no bar que eles eram descontados, mas uma coisa é certa, que há uma grande manipulação dos números, pois esta sistemática, pelo que eu saiba, não é utilizada por ninguém. 
Mas agora imaginem o cenário, um sujeito foi tomar uma cerveja, passa no meio de uma multidão de manifestantes e um “repórter” da Folha pergunta:
- O senhor está aqui por ser a favor das duzentas pessoas que estão furiosas exigindo o Impeachment da Dilma, ou o senhor é petista?
Bem, dependendo do espírito de sobrevivência do entrevistado ele vai dizer que é coxinha desde pequenininho!"

Nenhum comentário: