Globo transforma eleitor de Aécio em 'amigo do PT'

"Ao apresentar o banqueiro André Esteves em sua primeira página desta quinta-feira, o jornal O Globo fez a seguinte descrição: 'Banqueiro carioca é conhecido por agressividade nos negócios e trânsito com políticos, sobretudo do PT'; Esteves, no entanto, fez campanha ostensiva por Aécio Neves (PSDB-MG) na última disputa presidencial, chegando a promover um evento em Nova York em torno do tucano antes das eleições; seu banco, o BTG Pactual, também acaba de indicar o tucano Persio Arida como presidente interino; além disso, Esteves defendia a privatização parcial da Caixa Econômica Federal e havia a expectativa de que Aécio retomasse essa agenda

 Brasil 247

Na disputa presidencial de 2014, o banqueiro André Esteves, preso ontem na Operação Lava Jato, fez campanha aberta pelo candidato Aécio Neves (PSDB-MG). Numa entrevista de páginas amarelas a Veja, criticou duramente a política econômica. Mais do que isso, promoveu um seminário internacional em torno de Aécio, em Nova York, que rendeu ainda um favor ao candidato tucano: o pagamento de sua lua de mel no Hotel Waldorf Astoria.
 
Dono do BTG Pactual e controlador do Panamericano, em sociedade com a Caixa Econômica Federal, Esteves se posicionava para uma eventual privatização da Caixa – tese defendida por economistas tucanos, como o próprio Persio Arida, que, ontem, foi indicado presidente interino do BTG Pactual.

No entanto, na primeira página do jornal O Globo desta quinta-feira, Esteves é apresentado aos leitores da seguinte forma: 'Banqueiro carioca é conhecido por agressividade nos negócios e trânsito com políticos, sobretudo do PT'.

Certamente, Esteves fez grandes negócios durante os governos petistas. Comprou o Panamericano, criou a Sete Brasil e adquiriu poços de petróleo da Petrobras na África. No entanto, antes das eleições presidenciais, ele se reposicionou – e era muito mais próximo de Aécio do que do governo Dilma."

Nenhum comentário: