Depois da Coca Cola, futebol da Globo é abandonado pela Volkswagen e pelo Magazine Luiza. Denúncias de corrupção na CBF e fracassos da Seleção espantaram poderosos parceiros

Cosme Rímoli, Blog Cosme Rímoli

A crise de credibilidade do futebol brasileiro atingiu em cheio a Globo. Foi muito além da queda de audiência. O drástico tombo foi de 22% nos últimos dez anos.

 Os fracassos seguidos da Seleção e enxurrada de denúncias de corrupção na CBF, com direito ao ex-presidente José Maria Marin, encarcerado na Suíça, pesaram. E muito.

Empresas importantíssimas não querem mais ter sua imagem aliada ao futebol deste país.

Primeiro, foi a Coca Cola que desistiu. Depois de anos e anos, não quis mais seguir pagando para sua marca ser associada ao futebol deste país. Tirou seus R$ 225 milhões em 2015. Foi substituída, com dor no coração para os executivos globais, pelo Magazine Luiza.

Pois bem, um ano já deu. E o Magazine Luiza também não quis seguir. Não estará bancando o futebol da Globo em 2016. A experiência não foi nada compensadora.

Só que o golpe maior veio de outra velha parceira global. A Volkswagen.
Também décadas de relacionamento íntimo não contaram. E a multinacional alemã se afasta do futebol deste país. O mercado publicitário viu estarrecido o rompimento."
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: