Não é só a TV; circulação dos jornais do grupo Globo também cai sem parar


Fernando Brito, Tijolaço 

"Para quem acredita na “sabedoria do mercado” aí está um bom argumento: o “mercado de leitores” dos jornais das Organizações Globo – mesmo detendo, aqui no Rio de Janeiro, um quase-monopólio – não para de encolher.

E que não se culpe a crise,  até porque o Grupo Globo é o maior pregoeiro do “baixo-astral” econômico não é de hoje.

O coleguinha Ivson Alves, um herói que mantém há quase 20 na rede o site Coleguinhas, apurou os dados de circulação das publicações do Infoglobo e da Época (que é da Editora Globo) e o resultado está a seguir.

Resultado que, como diz o Ivson, não precisa de muitas considerações, porque se autoexplica e explica – embora não justifique – as demissões em massa feitas com aquele critério estranho – mas não raro entre os gestores “modernos” de empresas e governos – segundo o qual diante de lucros menores barateia-se o produto perdendo em qualidade.

Com isso, claro, vende-se (ou arrecada-se) cada vez menos.

Mas isso não vem ao caso, não é?"
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: