Galvão Bueno “sempre conviveu promiscuamente” com corruptos do futebol, diz Juca Kfouri


 DCM

"Juca Kfouri escreveu um artigo na mais recente edição da Revista da ESPM sobre as relações da cartolagem com jornalistas esportivos. O texto é centrado em Galvão Bueno, que fez um discurso indignado sobre a corrupção no esporte durante a transmissão do jogo entre Barcelona e Juventus na Liga dos Campeões.

Para Juca, Galvão “sempre conviveu alegremente com alguns dos principais envolvidos no episódio, como o empresário e réu confesso J. Hawilla, dono da Traffic, a maior empresa de marketing esportivo da América Latina, e a mais corruptora também”.

Galvão, continua, “jamais economizou nas homenagens a João Havelange, o capo di tutti cappi, e a Ricardo Teixeira. Ele sempre poderá alegar que não sabia, como fazem os políticos em geral. Mas jamais poderá negar que conviveu promiscuamente com tais personagens”.

Nenhum comentário: