Em 2014, Anastasia omitiu voos de Aécio ao Rio


"Durante a campanha presidencial, o governo mineiro, sob a gestão do atual senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), foi questionado sobre os voos do ex-governador e também senador Aécio Neves (PSDB-MG) ao Rio de Janeiro em aviões oficiais; resposta da Controladoria Geral do estado omitiu todas as viagens ao Rio, em jatinhos do governo; Anastasia alega não ter informado as viagens que não geraram despesas com diárias para o governo, mas o motivo verdadeiro foi evitar constrangimentos para o candidato do PSDB durante a campanha presidencial; ontem, em nota, Aécio alegou ter usado os aviões oficiais por razões de segurança e disse que suas 124 viagens ao Rio, na maioria das vezes, ocorreram para visitar a filha adolescente, que lá reside

Brasil 247

Os 124 voos do ex-governador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG) em aviões oficiais ao Rio de Janeiro, quase sempre em feriados e fins de semana (saiba mais aqui), geraram agora um constrangimento para o também ex-governador e senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

Em 2014, ano da campanha presidencial, o governo de Minas Gerais foi questionado pela Folha de S. Paulo sobre todos os voos de Aécio em aviões oficiais. No entanto, a resposta enviada pela Controladoria Geral do estado, na gestão de Anastasia, omitiu os voos ao Rio (leia aqui reportagem de Aguirre Talento e Ranier Bragon sobre o tema).

Anastasia alega que a resposta foi enviada incompleta porque não faria sentido incluir voos em que Aécio não demandou o pagamento de diários – no Rio de Janeiro, o senador possui um apartamento à beira-mar na Avenida Vieira Souto.
No entanto, a razão foi outra: impedir que a fama de baladeiro e de que governava Minas Gerais a partir do Rio de Janeiro se alastrasse, durante a campanha presidencial.

Em nota, o senador Aécio defendeu suas viagens ao Rio em jatinhos oficiais, alegando razões de segurança. Ele também afirmou que, na maioria das vezes, foi ao Rio para visitar a filha adolescente."

Nenhum comentário: