PSDB se irrita com programa do PT e pede nova eleição já


Jornal GGN

"É destaque na coluna do Ilimar Franco (O Globo), da tarde desta quinta-feira (6), que o PSDB de Aécio Neves ficou "muito irritado" com trechos do programa do PT que vai ao ar mais à noite, usando imagens do ex-candidato a presidente da República e do deputado Carlos Sampaio, entre outros políticos de oposição, para apelar à população que não caia nas investidas dos que tumultuam a política e apostam no "quanto pior, melhor".

"O PSDB vai dizer não ao apelo do vice Michel Temer para reunificar as forças políticas do país. Os tucanos concordam com a tese desde que acompanhada do afastamento da presidente Dilma e, também, de Temer. Na entrevista dos líderes Cassio Cunha Lima e Carlos Sampaio, eles dirão que qualquer entendimento nacional passa pela realização de novas eleições já. Para os tucanos esta é a melhor saída para enfrentar a crise e o esgotamento do apoio ao governo no Congresso."

Carlos Sampaio, ainda segundo o colunista, ironizou a crise do governo Dilma e a redução da bancada governista com a saída do PDT e PTB. Ele lembrou que no último governo, a oposição somava pouco mais de 100 parlamentares na Câmara. Hoje, os números se inverteram e a maioria tem votado contra os interesses do Planalto.

Enquanto a oposição sobe o tom contra Dilma, a base aliada, reunida com Temer, defendeu que Dilma monte um novo governo. "A reforma ministerial já era considerada no Planalto. Ela vai ocorrer após se saber quem se salvará da denúncia de Rodrigo Janot [na Lava Jato]. Ontem, com o apoio dos demais, o líder Leonardo Picciani (PMDB) a defendeu, dizendo que os ministros não representam suas bancadas e que isso se reflete nas votações."

Nenhum comentário: