PSDB discutiu golpe na casa de Tasso Jereissati


"Com a presença dos senadores tucanos Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), ex-presidenciáveis, Tasso Jereissati (PSDB-CE) ofereceu um jantar ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para discutir o agravamento da crise políticas; parlamentares dos dois partidos teriam chegado a um consenso de que a tese do impeachment não está ‘madura’ e criticaram as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para tentar acelerar o processo 

Brasil 247

O senador tucano Tasso Jereissati (CE) ofereceu um jantar a líderes do PSDB e ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para discutir o agravamento da crise política.

Na presença dos senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), ex-presidenciáveis tucanos, eles teriam chegado a um consenso de que a tese do impeachment não está ‘madura’ e criticaram as manobras do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para tentar acelerar o processo.

Eles contestaram ainda a "loucuras fiscais" na aprovação de uma "pauta-bomba" pela Câmara.

Participaram também do jantar os líderes do PMDB, Eunício Oliveira (CE), e do PSDB, Cássio Cunha Lima (PB), além do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).

Leia aqui reportagem de Bernardo Mello Franco sobre o assunto."

Nenhum comentário: