Pesquisa Data Popular: para 92%, “todo político é ladrão” 38 Comentários


Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

Vou retomar a nossa conversa por onde parei no domingo:

"Nesta segunda-feira, todos os nossos problemas continuarão do mesmo tamanho. As novas manifestações serviram apenas para confirmar que as oposições oficiais, virtuais e midiáticas continuam sem nenhuma proposta concreta para o País e enfrentam também uma carência de lideranças. Parece que o povo está cansado disso".

A confirmar o que queria dizer, foi divulgada na última sexta-feira uma nova pesquisa do Instituto Data Popular, de Renato Meirelles, que ouviu 3 mil eleitores entre os dias 1º e 4 de agosto, em 152 municípios, e revelou os seguintes números:

*  92% dos eleitores concordam com esta frase: "Todo político é ladrão".
* 71% avaliam que os partidos de oposição ao governo "agem por interesse próprio, não pelo bem do país".

* 62,5% não apontam ninguém capaz de tirar o país da atual situação.

Quer dizer, os manifestantes que saíram novamente às ruas de todo o País, para protestar contra Dilma, Lula, o PT e a corrupção em geral, sabem o que não querem mais, mas não têm a menor ideia do que colocar no lugar, e a maioria não confia em ninguém, a não ser no juiz Sergio Moro e sua Operação Lava Jato, como mostram as imagens.

O script único do "Fora!" adotado desta vez pelos diferentes movimentos e amplificado durante todo o dia pela mídia, ao contrário do que vimos na Campanha das Diretas e no impeachment de Collor, nada sinalizou para o dia seguinte, muito menos para o futuro.

"O relevante é perguntar o que vem agora que o público já deixou a rua", escreveu mestre Clóvis Rossi em sua coluna na Folha desta segunda-feira. E admite: "Eu não sei, até porque sou incapaz de fazer previsões, a não ser sobre o passado _ e, no Brasil, até o passado pode surpreender".

Arrisca, porém, dar um palpite: ""Pouco ou nada de realmente significativo decorrerá dos protestos". Ou seja, a mesma conclusão a que cheguei no post anterior. Estou em boa companhia.

Se juntarmos as palavras de ordem gritadas nas manifestações com os resultados da pesquisa do Data Popular, o que resta é uma imensa sensação de vazio institucional, um abismo entre eleitos e eleitores, as ruas e os gabinetes.
Como mudar este cenário melancólico se 92% dos brasileiros acham que todos os nossos políticos são corruptos?"

Nenhum comentário: