Organizações sociais uruguaias estão contra a desestabilização no Brasil

'Ninguém pode tolerar que os meios de comunicação controlados pela oligarquia estejam trabalhando a favor de um golpe de Estado técnico ou parlamentar' 

FILA (Fundação para a Integração Latino-americana)

 Diversas organizações sociais e políticas do Uruguai, encabeçadas pela central operária PIT-CNT (Plenário Intersindical dos Trabalhadores – Convenção Nacional dos Trabalhadores), expressaram sua firme posição contra as manobras de desestabilização promovidas pela direita no Brasil, e declararam seu apoio ao governo constitucional.

O texto do documento dizia o seguinte:

“Devido às reiteradas tentativas impulsadas pela direita brasileira de desestabilizar o governo da presidenta constitucional Dilma Rousseff, as organizações abaixo assinadas manifestam seu mais absoluto respaldo ao governo democraticamente eleito pelo povo brasileiro.
A América Latina já se viu submergida em processos ditatoriais dos mais sangrentos, guardadas em nossas tristes memórias. Nosso povo, fiel ao seu compromisso inalienável de defesa da DEMOCRACIA, convoca todos as pessoas e organizações a respeitar esse direito e princípio tão valioso para todos os países.

Ninguém pode tolerar que os meios de comunicação controlados pela oligarquia estejam trabalhando todos os dias a favor de um golpe de Estado técnico ou parlamentar, golpeando a democracia, desconhecendo os milhões e milhões de brasileiros e brasileiras que manifestaram livremente a sua vontade através do voto, nas eleições acontecidas em nosso país irmão do Brasil, em outubro de 2014, mesmo com o resultado tão disputado.

Manifestamos daqui a nossa maior solidariedade com o conjunto de organizações sociais que luta pela defesa da institucionalidade democrática e da livre autodeterminação do povo brasileiro”.

Estas são as entidades que assinaram o documento: PIT-CNT (Plenário Intersindical dos Trabalhadores – Convenção Nacional dos Trabalhadores), FUCVAM (Fundação Uruguaia de Cooperativas Habitacionais de Ajuda Mútua), Fundação Vivian Trías, Fundação Rodney Arismendi, Casa Bertolt Brecht, FILA (Fundação para a Integração Latino-americana) e CADESYC (Centro Artiguista de Defesa dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais).

Tradução: Victor Farinelli

Nenhum comentário: