‘Depois de todo esse terror diário, a quem esses idiotas pensam que enganam?': 15 frases selecionadas sobre a ‘nova atitude’ da Globo

Crer ou não crer em mudança?
Selecionamos 15 comentários em que nossos leitores no Facebook debatem o tão falado editorial do Globo que parece romper com o golpismo.

Do DCM

ADVERTISEMENT
1) Fazem um editorial desses mas no dia mesmo irão fazer cobertura em tempo integral da manifestação pró impeachment.

2) Pode ter certeza que estão vendo vantagens e desvantagens para além do mero olhar comum. Estas estruturas vem sempre muito além da maioria de nós. Sabem criar opiniões, assim como as destroem e constroem outras. Tudo para a manutenção do seu poder e status.

3) A mídia golpista está tomando consciência? Depois de 8 meses de bombardeio diários, com cobertura exclusiva das manifestações golpistas, o que esperam os Marinhos? Tem um psicopata na presidência da Câmara pronto para explodir a democracia para encobrir os seu atos de corrupção e a Globo só fez apoiar esse quadro.

4) Ahn??????? Depois de todo esse terror diário, a quem esses idiotas pensam que enganam?

5) Uma vez golpista, sempre golpista. Criaram um monstro, o tal do Eduardo Cunha, mas agora que está prestes a ser pego, resolveram abandonar. No mais, uma nova eleição, o eterno terceiro turno, tapetão, para assumir o risco de colocar lá um playboy irresponsável, como Aécio: é melhor trabalhar pela estabilidade econômica e, sobretudo, política. E aguardar por 2018, até lá, Dilma, que foi eleita democraticamente, deve terminar o mandato. Ou será que os Marinhos querem entrar para a história como protagonistas de mais um golpe político?

6) Depois de esticar a corda na iminência de partir eles pedem pra sair do clima golpista? O que uma empresa no prejuízo não faz em atendimento aos seus clientes (anunciantes) que já falaram que essa maluquice de impeachment vai melar o filme dos seus lucros, que continuaram mesmo que essa retração da economia apelidada cretinanente de “crise”. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.

7) E para completar, hoje o JN deu um espaço para a Dilma nunca antes visto e ainda por cima cobriram o abraço que as pessoas foram levar ao Lula em desagravo. Quando a esmola é demais o santo desconfia.

8) Tenho uma teoria. Trata-se de uma vacina para a história. Caso o golpe aconteça nos proximos meses, daqui a 40 ou 50 anos não precisará tentar reescrever a história, como fez com a Revolução (sic) de 64, fazendo um editorial dizendo que foi um erro ter dado “apoio editorial” ao golpe. Isto é, ela acredita que o golpe ocorrerá via congresso. Ela acha que já contribuiu muito para o enfraquecimento do governo. Agora, passa a bola para o Cunha terminar o trabalho (sujo). Pode ser que ela continue a fomentar o golpe via apoio aos próximos protestos da turma da CBF. Mas aí, na cabeça da Globo, ela está fazendo apenas jornalismo. Cobertura jornalística. Plim plim.

9) Fiquei espantado também com os comentários do programa da Maria Beltrão, Estúdio I, hoje à tarde. O comentarista, ao contrário do que costuma acontecer, baixou o cacete na oposição e deu força ao governo. A jornalista de economia, pau-mandado, ficou calada meio sem jeito. Alguém me explica o que está acontecendo? Cheguei a comentar: Xi! Esse não é mais convidado pro programa.

10) Esperemos a postura da Globo no dia 16, daí veremos a verdade desse editorial.

11) Essa ‘imparcialidade’ dura até 16 de agosto?

12) Estou assistindo o JN e impressionada com a mudança do tom… O que vem depois???

13) Isso tá estranho… Tem algo muito, muito errado nessa história.

14) Há uma agenda oculta por trás. Desvincular-se do golpismo patrocinado por ela própria, a fim de angariar simpatia de quem não aceita sua falácia? Posar como neutra em futuros desdobramentos? Sair de perto da Veja, dado sua credibilidade pulverizada poder contaminar seus próximos? A mim não enganam.

15) M.R. – tá bom! os marinhos?…vou fingir que acredito…"

Nenhum comentário: