Decano do PSDB critica irresponsabilidade tucana


"Tido como uma das principais referências da intelectualidade do PSDB, o professor de filosofia da USP, José Arthur Giannotti, foi duro ao analisar o desempenho do partido na atual conjuntura política e econômica, especialmente na Câmara dos Deputados; “Quando temos um câncer na presidência da Câmara, que não tem nenhuma responsabilidade com o orçamento e a recuperação do país, nós temos o fim da política”, afirmou; para Giannotti, os tucanos agem de forma irresponsável em relação à crise ao ficar a reboque do PMDB; sobre o próprio partido, o professor afirmou que “O PSDB nunca foi um partido. Sempre foi mais uma reunião de caciques que têm suas próprias posições”

 Brasil 247

Considerado por dez entre dez tucanos como uma das principais referências teóricas da sigla, o professor de filosofia da USP José Arthur Giannotti usou um tom bastante crítico para analisar, em entrevista publicada no site br.reuters.com, o posicionamento político do partido diante do atual quadro político e econômico, principalmente na Câmara dos Deputados.

Para ele, “O PSDB nunca foi um partido. Sempre foi mais uma reunião de caciques que têm suas próprias posições”. Para o professor, o atual momento do PSDB pode ser ilustrado pela fragilização dos seus princípios ao ficar a reboque do PMDB. “O que o partido está fazendo, na Câmara, é uma oposição fraca ao Governo, sem levar em conta que são seus próprios princípios que estão em jogo”.

De acordo com Giannotti, “ Isso não apenas enfraquece o partido, mas faz com que ele seja mais um tiroteio do que uma oposição política. Não fazem política responsável, estão apenas empenhados em derrubar a Dilma.”

Ele avalia, ainda, que o PSDB está agindo de forma irresponsável com relação à crise política e econômica “Quando temos um câncer na presidência da Câmara, que não tem nenhuma responsabilidade com o orçamento e a recuperação do país, nós temos o fim da política”.

Nenhum comentário: