Troglodita do DEM diz que Dilma não foi torturada


"Líder da bancada da bala e coronel aposentado da Polícia Militar, o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) disse nesta quarta (8), que a presidente Dilma Rousseff "nunca foi torturada"; o parlamentar disse que a petista usa uma "conversa fiada" para tentar desqualificar o uso da delação premiada na Operação Lava Jato; esta não é a primeira vez que o demista passa dos limites; em maio, ele disse, em referência à deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), que "mulher que entra na política e bate como homem, tem que apanhar como homem"

Brasil 247

Líder da bancada da bala, o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) disse nesta quarta-feira (8), no plenário da Câmara, que a presidente Dilma Rousseff “nunca foi torturada”. O parlamentar disse que a petista usa uma “conversa fiada” para tentar desqualificar o uso da delação premiada na Operação Lava Jato.

“Nós vimos quando a presidente diz que foi torturada na ditadura e nós sabemos que isso é conversa fiada. A presidente Dilma Rousseff nunca foi torturada no período da ditadura militar”, disse Fraga, que é coronel aposentado da Polícia Militar. “A presidente Dilma, perdida, não encontrou o caminho de seu governo, ela procura agora essa bandeira de dizer que é vítima do regime militar para desqualificar os delatores.”

O deputado Padre João (PT-MG) saiu em defesa da presidente. “Militares podem querer negar sua história, mas o Brasil não vai esquecer jamais. Não tem como negar a história da nossa presidente, que foi torturada sim”, disse.

Esta não foi a primeira fala polêmica de Fraga no plenário da Câmara. Em maio, ele disse, em referência à deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), que “mulher que entra na política e bate como homem, tem que apanhar como homem”.

Nenhum comentário: