“Eduardo Cunha é um bandido político”, diz Leonardo Boff

Em entrevista ao Sul21, no Everest Hotel, Leonardo Boff falou sobre a atual conjuntura política no Brasil e no mundo e advertiu para os riscos que fundamentalista de direita traz para a democracia e os direitos humanos. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)
Marco Weissheimer, Sul21

"A ofensiva conservadora atualmente em curso no Brasil faz parte de um processo mundial de rearticulação da direita e representa um perigo real para a democracia e os direitos. No caso brasileiro, essa rearticulação conservadora também é uma reação das classes dominantes que não se conformam com a centralidade que a agenda social adquiriu nos últimos anos e com a ascensão social de cerca de 40 milhões de pessoas. Um dos principais expoentes dessa ofensiva, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é um bandido político que não respeita a Constituição e tem como objetivo, no final de seu mandato, propor a instauração do parlamentarismo e virar primeiro-ministro. A avaliação é do teólogo e escritor Leonardo Boff, que esteve em Porto Alegre neste sábado, para ministrar uma aula pública sobre direitos humanos."
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: