Torturra: o absurdo de patrulhar Boechat por ter falado em rola


Do jornalista Bruno Torturra, no facebook:

Boechat disse para Malafaia:

ADVERTISEMENT
– Charlatão

– Homofóbico

– Otário

– Explorador do suor alheio

– Tomador de Dinheiro

– Procurar uma rola

E o que repercute quase que exclusivamente?

A rola.

E lá vem a patrulha vocabular dizer que foi ele, Boechat, que reproduziu a homofobia ao falar da rola que Malafaia deveria buscar? Ele é o “falocêntrico”?
Entendam: a parte menos importante e menos ofensiva de sua fala foi a tal frase. Isso em uma emissora que, na TV, vende horário a outro picareta de altar.

Na boa… vocês que só escutaram o falo na fala é que não conseguem ouvir falar de pinto e mudar de assunto. E essa obsessão de todos, progressistas moralistas inclusos, explica mais o que está por trás da homofobia do que a Bíblia ou o preconceito. Está provado. Não sabemos lidar tranquilamente nem com sinônimos do pau.

Viva o Boechat que tirou a trolha fundamentalista entalada na garganta de tanta gente que sonhava em falar isso pra todo mundo ouvir. E aos que acham que ele está sendo “patriarcal” ao falar o que falou: vão procurar o genital alheio de sua preferência!"

Nenhum comentário: