Pesquisa revela descrédito de jovens na política


"Número de filiados entre 16 e 24 anos caiu 56% nas cinco maiores siglas nos últimos sete anos, revela dados do TSE compilados pelo Globo; apesar de ter sofrido a maior variação negativa neste período, quase empatado com o PMDB, o PT ainda é a sigla com o maior número de jovens em seus quadros

Brasil 247

Uma pesquisa divulgada neste domingo 28 revela que o descrédito dos jovens na política é cada vez maior. O número de filiados entre 16 e 24 anos nas cinco maiores siglas do País, nos últimos sete anos (incluindo 2015), caiu 56%, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) compilados pelo jornal O Globo. Os partidos considerados no levantamento foram PMDB, PT, PP, PSDB e PDT.

Os jovens com essa idade somam hoje 132.292 filiados nesses partidos. Em 2009, esse número ultrapassava 300 mil. Apesar de ter sofrido a maior variação negativa, quase empatado com o PMDB, o PT ainda é a sigla com o maior número de jovens em seus quadros. A sigla sofreu uma perda de 60% de filiados até 24 anos - de 94.798, em 2009, para 38.002, em 2015. O PMDB perdeu 59% dos jovens no mesmo período.

Na última segunda-feira, o ex-presidente Lula apontou o envelhecimento do partido e destacou que a sigla precisa de lideranças "mais jovens" e "mais ousadas". "O PT precisa, urgentemente, voltar a falar para a juventude tomar conta do PT. O PT está velho. Eu, que sou a figura proeminente do PT, já estou com 69, já estou cansado". Com frequência, em seus discursos, o líder petista estimula os jovens a entrar na política.

O Globo faz uma comparação com a queda da filiação de jovens em partidos políticos e a redução desse segmento da sociedade no Brasil. A conclusão é que a falta de interesse em se vincular a partidos é muito mais acentuada do que a queda dessa parcela da população. Segundo o IBGE, em 2013, o grupo de brasileiros entre 15 e 24 anos passou a corresponder a 25,24% da população, queda de 0,99% em comparação a 2009."

Nenhum comentário: