Folha descobre que Brasil ajuda empresas brasileiras


"Estranho seria o inverso, mas o jornal de Otavio Frias trata como notícia algo corriqueiro; reportagem destaca que ex-presidente Lula e seu colega argentino Nestor Kirchner fizeram 'intervenção decidida' pela Odebrecht para a construção de uma hidrelétrica no Equador; diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Itamaraty, Rodrigo Azevedo disse que faz parte de suas funções colaborar para a expansão das empresas brasileiras no exterior

Brasil 247

A 'Folha de S. Paulo' destaca como noticia uma ação corriqueira do Itamaraty: o impulso a empresas brasileiras no exterior. Em reportagem destacada na capa, o jornal de Otavio Frias ressalta que o ex-presidente Lula e seu colega argentino Nestor Kirchner fizeram 'intervenção decidida' pela Odebrecht para a construção de uma hidrelétrica no Equador.

A matéria cita telegramas de embaixadas brasileiras e do Itamaraty entre 2003 e 2010. Em uma das mensagens de 2005, o embaixador brasileiro em Quito (Equador), Sergio Augusto Sobrinho, escreveu ao então chanceler Celso Amorim dizendo: "Estou seguro de que a flexibilização na postura da IMPSA e a aceitação, por parte da empresa argentina, da proposta de texto elaborado pela Odebrecht não teriam sido possíveis sem a intervenção decidida de Vossa Excelência e dos presidentes Lula e Kirchner".

Procurado, o diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Itamaraty, Rodrigo Azevedo, disse que faz parte de suas funções colaborar para a expansão das empresas brasileiras no exterior. Estranho seria o inverso (leia aqui)."

Nenhum comentário: