Cunha ostenta reunião com grupos pró-impeachment


"Após ser vaiado em Congresso do PT, presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fala em ‘coincidência’ sobre reunião com movimentos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT); segundo interlocutores, no entanto, o objetivo é provocar os petistas; em sua página no Facebook, ele postou imagem do evento com a legenda: “Hoje estive reunido em São Paulo com alguns dos principais movimentos de rua. Fiquei muito contente como debate e este será o primeiro de muitos”

Brasil 247

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se reuniu no começo da tarde desta segunda (15/6), em São Paulo, com movimentos que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Em meio a um novo embate com o governo Dilma, o peemedebista fala em ‘coincidência’ e disse que o encontro já estava marcado “há muito tempo”.

Segundo interlocutores de Cunha, no entanto, o objetivo é pressionar o PT. No último sábado, ele foi vaiado por militantes da legenda no encerramento do 5° Congresso do partido em Salvador (BA).

“Tinham vários movimentos, mais de cinquenta. Eles deram o nome de ‘união’ e me apresentaram a pauta deles. No fim, até falaram sobre (o pedido de impeachment da presidente Dilma) o que eles protocolaram. Foi protocolado e ainda está sob análise. Eu mesmo não tinha nem lido”, disse Cunha. E
Em sua página no Facebook, ele postou imagem do encontro com a legenda:

“Hoje estive reunido em São Paulo com alguns dos principais movimentos de rua. Fiquei muito contente como debate e este será o primeiro de muitos”.

No início da noite, o peemedebista voltou a reclamar do PT. “O presente, com as agressões continuadas, é sempre um problema. O PT sempre insiste em buscar as agressões. E não foi só um ‘movimento’ que foi ali fazer coro. Ali teve pessoas que defenderam a manutenção da aliança atacando”, disse.

Após o congresso do PT, ele ironizou as vaias no Twitter: "Quero agradecer as manifestações de hostilidade no congresso do PT. Isso é sinal que estou no caminho certo. Ficaria preocupado se fosse aplaudido lá''.

Um comentário:

Fernando Melis disse...

Vamos ver se pelo menos esse bem essa figura consegue fazer ao Brasil