Babilônia dá 12 pontos de audiência na Bahia e em Goiás; autor recorre a Rivotril para se acalmar


De Gilberto Braga, autor de Babilônia, em entrevista ao Globo:

Como encara uma audiência abaixo do esperado?

ADVERTISEMENT
É uma decepção muito grande. Escrevo achando que está bom e na Bahia e em Goiás dou 12 de audiência. O que é isso?

Como isso o afetou?

Eu fico deprimido. Tento juntar forças para continuar corrigindo, né? Fora que perdi o meu adiantamento, estava adiantadíssimo.

Como busca equilíbrio para enfrentar essa fase?

Tenho uma psiquiatra e quando estou deprimido converso com ela. Sou dependente de remédios, tomo muito Rivotril. Tomo remédio o tempo todo. O remédio me protege, mas tudo me atinge. Eu perdi meu pai com 17 anos e tomo remédio desde essa época. Minha mãe se matou quando eu tinha 27 anos. Tive uma vida difícil. Isso de certa forma fortalece a gente, mas nos deixa dependente de remédios.

(…)

Nenhum comentário: