Abril anuncia desmonte e alarma sindicato em SP


 Portal Imprensa 

"Nesta terça-feira (2/6), a Editora Abril iniciou um novo processo de reestruturação da empresa. Entre as mudanças estão a venda das revistas Placar, Contigo e Arquitetura e Construção para a Editora Caras, que no ano passado já tinha absorvido outros dez títulos — Aventuras na História, Bons Fluidos, Manequim, Máxima, Minha Casa, Minha Novela, Recreio, Sou+Eu, Vida Simples e Viva Mais.

IMPRENSA apurou que a Contigo terá apenas a versão digital, deixando de circular no impresso. Haverá também uma reorganização das redações. De acordo com o site Máquina do esporte, a nova editora também ficará com todo o acervo fotográfico e de textos da Placar.

A Editora Abril focará em quatro áreas diferentes: Veja, Exame, revistas femininas e Llfestyle. Sendo assim, todas as redações serão reunidas por núcleos de atuação em andares diferentes. Com a mudança todas as edições de Veja ficarão no mesmo andar; Exame e Exame.com juntas em outro; o núcleo de femininas em outro espaço e as lifestyle num quarto local.

A possibilidade de demissões não está descartada. O número de funcionários afastados ainda não foi confirmada. Procurada, a assessoria de imprensa da Abril ainda não ratificou as informações.

Nota do 247: O sindicato dos jornalistas de São Paulo convocou uma reunião de emergência para tentar frear o processo de demissões em massa na empresa dos Civita. Leia abaixo a nota divulgada pela entidade:

Assembleia de emergência hoje no Sindicato

Jornalista da editora Abril: venha hoje à assembleia de emergência, às 18h30, na sede do Sindicato, para debatermos como enfrentar a situação.

Apenas três semanas depois de demitir cerca de 30 jornalistas da redação da Veja em São Paulo (e mais 20 em Belo Horizonte e Brasília), a editora Abril anuncia nesta terça-feira, 2 de junho, a demissão de mais três dezenas de jornalistas, e o fechamento da redação do Guia 4 Rodas e da revista Exame PME.

A empresa divulgou também a venda para a editora Caras de sete títulos: Ana Maria, Tititi, Arquitetura e Construção, Contigo, Placar, Você S.A e Você R.H., com a transferência de cerca de outros 60 jornalistas da Abril para a editora Caras.

Os jornalistas não podem assitir passivamente a essa situação. Já vivemos uma realidade de enxugamento das redações, aumento da pressão cotidiana e dificuldades crescentes para realizar um bom trabalho jornalístico na Abril.
Nessa maré terrível, o Sindicato dos Jornalistas tem se pautado pela defesa do emprego, dos direitos trabalhistas e do próprio jornalismo, atividade essencial na sociedade contemporânea.

Chamamos os jornalistas da Abril para virem ao Sindicato nesta noite, às 18h30, para debatermos juntos quais ações podemos tomar frente às medidas anunciadas hoje, e também sobre como agir diante dos preocupantes rumos da empresa.

Venha defender os seus direitos e as suas condições de trabalho!

ASSEMBLEIA NESTA TERÇA-FEIRA – 18H30 – SEDE DO SINDICATO
Rua Rego Freitas, 530, sobreloja – metrô República

Nenhum comentário: