R$ 78 mi de empreiteiras. Cadê o PSDB?

Altamiro Borges, Blog do Miro

Reportagem do Estadão desta quinta-feira (7) traz uma informação preciosa - que nunca foi manchete na mídia golpista e passou desapercebida pelos falsos moralistas que bateram panelas nesta semana. "As empreiteiras que integram o 'clube' investigado por formação de cartel e desvios na Petrobras doaram em 2014 - ano de eleições gerais e no qual o caso de corrupção foi descoberto - um total de R$ 78 milhões ao PT e ao PSDB". O jornal informa que o comando petista recebeu quase um terço deste total; já os tucanos embolsaram 42% dos R$ 78 milhões. Na mídia tucana, o PT é satanizado e o tesoureiro nacional da legenda já foi condenado sem qualquer prova - e inclusive está preso. Já os tucanos se travestem de vestais da ética e nenhum deles foi investigado ou dormiu na cadeia!

A informação do Estadão teve como base as prestações de contas dos dois partidos, encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). "Elas mostram que quase um terço do total das contribuições de empresas ao diretório nacional petista veio das construtoras sob suspeita na Operação Lava Jato. No caso do PSDB, esse percentual é ainda maior: chega a 42%". Na maior caradura, o jornal afirma que os "políticos das duas legendas são investigados por suposto envolvimento no esquema". Só não explica porque os petistas já foram execrados pela mídia - inclusive pelo oligárquico Estadão - e os tucanos seguem livres e soltos, posando de paneleiros indignados.

A própria reportagem desta quinta-feira é centrada no PT. "Diante do desgaste ocorrido com a prisão do ex-tesoureiro do partido João Vaccari Neto, suspeito de envolvimento no esquema desvendado na Lava Jato, integrantes da cúpula do partido passaram a defender que as doações à legenda e a candidatos nas próximas disputas eleitorais se restrinjam às pessoas físicas. Em abril, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, anunciou após reunião do diretório nacional da legenda, em São Paulo, que o partido não mais receberá doações de pessoas jurídicas... Em propaganda partidária, que foi ao ar em cadeia nacional de rádio e TV anteontem, Falcão ressaltou que aqueles filiados que tiverem o envolvimento comprovado em corrupção serão expulsos da legenda".

O Estadão não questiona os valores recebidos pelo PSDB - 42% dos R$ 78 milhões. Não coloca sob suspeição os motivos destas contribuições. As mesmas empreiteiras que operam na Petrobras também possuem milionários contratos com estatais em governos estaduais controlados pelos tucanos. No passado recente, durante o triste reinado de FHC, elas também fizeram fortuna - inclusive no suspeito processo da privatização das estatais. Para o Estadão e os falsos moralistas que batem panelas, porém, estas suspeitas não estão em debate. O que importa é derrotar a Dilma, o Lula, o PT e as esquerdas! Na prática, o combate à corrupção é pura falsidade dos que desejam voltar ao poder na marra, já que não conseguem ganhar nas urnas!"

Nenhum comentário: