O escândalo da Fifa "é só o começo", diz polícia americana

"Além de Marin, o empresário José Hawilla, dono do grupo Traffic e proprietário de filial da Rede Globo no interior de São Paulo, estaria envolvido no esquema de corrupção. Em setembro de 2014, Andrew Jennings já anunciava: há mais documentos e mais descobertas

Patricia Faermann, GGN

O escândalo da Fifa, que resultou na detenção de sete cartolas, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin, em operação surpresa na manhã desta quarta-feira (27), abre as portas para outros escândalos envolvendo os empresários. Assim como divulgou o The New York Times, "o inquérito é só o começo".
 
O Departamento de Justiça americano, a FBI e a IRS investigam o blindado sistema de corrupção que circula pelos campeonatos e organizações de futebol, como os altos funcionários tratavam de decisões de negócios da FIFA como vales para serem trocados por riqueza pessoal. A procuradora Geral Loretta E. Lync afirmou em coletiva que somente um dirigente de futebol arrecadou mais de US$ 10 milhões em subornos.
 
José Maria Marin; o dirigente da Concacaf Jeffrey Webb, visto como provável sucessor de Joseph Blatter; Eduardo Li, Julio Rocha, Costas Takkas, Eugenio Figueredo e Rafael Esquivel foram detidos pela polícia suíça. Eles foram presos, enquanto estavam no Hotel Bar Au Lac, onde participariam de um congresso da Fifa na sexta-feira (29), que deveria reeleger Sepp Blatter à frente da Fifa. Todos devem ser extraditados para os Estados Unidos."
Matéria Completa, ::AQUI::

Nenhum comentário: