Jandira: ódio da oposição ganha proporções inaceitáveis


Sarah Fernandes, Rede Brasil Atual 

"A líder da bancada do PCdoB na Câmara dos Deputados, Jandira Feghali (RJ), ingressou ontem (14) com ação penal por ameaça contra o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) no Supremo Tribunal Federal (STF), além de duas representações no Conselho de Ética da Câmara, que atingem também o deputado Roberto Freire (PPS-SP). No último dia 6, durante sessão plenária, Fraga disse a ela que “a mulher que participa da política como homem e fala como homem, também tem que apanhar como homem”.

“Ninguém pode sair impune por ser um parlamentar, proferir ameaças fascistas e sair ileso. Hoje foi comigo, ontem foi com a deputada Maria do Rosário (PT-RS) e amanhã poderá ser com qualquer outra parlamentar”, disse Jandira. Em dezembro do ano passado, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) disse em discurso no plenário da Câmara, que não estupraria a petista "porque ela não merece".

“A expectativa é que a Justiça conceda razão ao nosso processo e que a situação não passe impune, visto que o país inteiro repudiou a agressão pública no plenário. Cabe agora ao Supremo decidir como punir o parlamentar de acordo com a lei”, disse Jandira. Em seis mandatos federais e 30 anos de vida pública jamais passei por situação semelhante ou presenciei tal coisa. O ódio da oposição vai ganhando proporções inaceitáveis no debate republicano, superando o debate de ideias e agredindo publicamente.”

Nenhum comentário: