PTB + DEM = PTB de Vargas + UDN de Lacerda? A Folha tira zero em história


Fernando Brito, Tijolaço

"Deixei para comentar hoje porque é irrelevante a olhos vistos a matéria da Folha de ontem que diz que a anunciada fusão entre o PTB e o DEM seria uma “união que juntaria herdeiros de Getúlio e Lacerda“.

Pura tolice.

Nem os de um, nem os de outro.

O “varguismo” ou o trabalhismo já não pertencem a partido algum. Enquanto havia Brizola, certamente grande parte dele estava com ele no PDT, mas nem assim todo ele.

Se alguém pode dizer que tem dele o sentido histórico é Lula, nem mesmo o PT.
E a UDN e o lacerdismo – deus meu! – será preciso olhar muito para ver onde estão?

Onde está a classe média urbana, a elite, os “punhos de renda”, o delírio anticomunista sobre tudo, o moralismo como razão bastante e suficiente de desejar a quebra da normalidade institucional e o apelo ao golpe?

Há cinco anos, meu velho companheiro de redação, Argemiro Ferreira, escreveu na Carta Capital que, no Brasil,  “um Alzheimer singular, indiferente à idade, apaga a memória de políticos da oposição e do jornalismo a serviço deles. Em razão do fenômeno, uma geração menos jovem, resistente àquele mal, tenta, nem sempre com sucesso, devolver-lhes a memória recordando lições da história recente“.

E revelava o agora obvio, que o PSDB é a UDN do século 21.

Mais, já antevia a tentação lacerdista diante de Aécio Neves.

“O estilo Aécio, oposto a um PSDB udeenizado e golpista, privilegiaria acordo e não confronto. O avô sempre teve a UDN como adversária. Sofreu ao lado de Vargas o assalto final dos golpistas sem votos. A aposta tucana, menos nas urnas do que no golpe apoiado no poder da mídia e na ilusão do tapetão judiciário, pode recomendar rumo diferente a Aécio”.

Não apenas recomendou como este, claramente, o assumiu.

E move-se para, com este mote lacerdista, tomar o controle do partido de seus donos paulistas."

Nenhum comentário: