PSDB quer derrubar Dilma por 'domínio do fato'


"Polêmica tese jurídica utilizada na Ação Penal 470 contra José Dirceu vem sendo cogitada pelos tucanos para provocar o impeachment da presidente Dilma Rousseff; em nota do colunista Ilimar Franco, presidente do PSDB de Minas, deputado Marcus Pestana, especula: “É impossível que a presidente Dilma não soubesse, como integrante do Conselho de Administração da Petrobras, de contratos (corriqueiros) na gestão da estatal; que ela não soubesse, ou tivesse determinado, as pedaladas fiscais aplicadas pelo ministro Guido Mantega (em 2013 e 2014); e que não tivesse conhecimento que a CEF usou seu capital para fechar as contas de programas sociais, o que se compara a empréstimos à União (o que é proibido por lei)”

Brasil 247

Os juristas convocados pelo partido de Aécio Neves em ação para fundamentar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, querem usar a teoria do “domínio de fato”, segundo o colunista Ilimar Franco.

A polêmica tese jurídica utilizada na Ação Penal 470 contra José Dirceu, que, mesmo não agindo diretamente, era quem na pratica fazia articulação política.

O presidente do PSDB de Minas, deputado Marcus Pestana, especula: “É impossível que a presidente Dilma não soubesse, como integrante do Conselho de Administração da Petrobras, de contratos (corriqueiros) na gestão da estatal; que ela não soubesse, ou tivesse determinado, as pedaladas fiscais aplicadas pelo ministro Guido Mantega (em 2013 e 2014); e que não tivesse conhecimento que a CEF usou seu capital para fechar as contas de programas sociais, o que se compara a empréstimos à União (o que é proibido por lei)”.

Nenhum comentário: