Em crise, Veja vê PT como espécie em extinção


"A capa de Veja desta semana em que a revista demitiu 40 profissionais e fechou dois suplementos, Veja BH e Veja Brasília, prevê o fim do Partido dos Trabalhadores, que seria uma espécie em extinção; "Dois tesoureiros presos, um ex-presidente acuado, uma presidente que terceirizou o poder, bancadas parlamentares envergonhadas e um escândalo atrás do outro. Nem o PT resiste", diz Veja; revista pertence ao empresário Giancarlo Civita, que já vendeu o braço educacional da Abril, entregou diversos andares da sua sede e também luta pela própria sobrevivência na era digital; quem irá para o Parque dos Dinossauros?

 Brasil 247

Com o governo federal, cinco governos estaduais, mais de 700 prefeituras, incluindo a maior do País, em São Paulo, e a maior bancada federal, o Partido dos Trabalhadores é "uma espécie em extinção".
 
Quem decreta seu fim é a revista Veja, que, nesta semana, iniciou um processo de demissão de 40 profissionais e o fechamento dos suplementos Veja BH e Veja Brasília.

Veja pertence à Abril, do empresário Giancarlo Civita, herdeiro de Roberto Civita, que, recentemente, entregou metade dos andares que ocupava, na Marginal Pinheiros, e viu ser retirada até a marca do prédio.

A Abril também vendeu seu braço educacional para fazer frente a dívidas do grupo e tem enfrentado dificuldades para prosperar na era digital.

"Dois tesoureiros presos, um ex-presidente acuado, uma presidente que terceirizou o poder, bancadas parlamentares envergonhadas e um escândalo atrás do outro. Nem o PT resiste", sacramenta a revista, na capa desta semana.
No editorial da revista, o diretor de Redação, Eurípedes Alcântara, fala em desintegração do PT e diz que o ex-presidente Lula, que está prestes a iniciar uma rodada de viagens pelo País, "não se arrisca a aparecer em público"! 

Eurípedes escreve, ainda, que refundar o PT é uma "missão quase impossível".

Na Marginal Pinheiros, por sua vez, os irmãos Civita também vêm tentando refundar a Abril, não em novas bases editoriais, mas sim econômicas. Em sua página no Facebook, o jornalista Gustavo Gindre fez uma profecia ruim para a Abril. "Continuo bancando a aposta que fiz há mais de ano. Sem o PSDB no governo federal, a Abril não consegue chegar a 2018. Não dura até a próxima eleição", disse ele.

Faça sua aposta. Quem irá antes para o Parque dos Dinossauros: a Abril ou o PT?"

Nenhum comentário: