Delator de Anastasia já é considerado foragido


"Réu na Operação Lava Jato, o policial federal afastado Jayme Alves de Oliveira Filho, o "Careca", que revelou em delação ter repassado R$ 1 milhão ao ex-governador de Minas Antonio Anastasia (PSDB) segue desaparecido; o juiz Sérgio Moro mandou soltá-lo e agora ele é considerado fugitivo; a PF estuda colocá-lo na lista da Interpol; a investigação do caso foi prejudicada porque depende do depoimento da testemunha

Brasil 247

A Polícia Federal (PF) segue em busca do ex-policial Jayme Alves de Oliveira Filho, o "Careca", que revelou em delação ter repassado R$ 1 milhão ao ex-governador de Minas Antonio Anastasia (PSDB).

Réu na Operação Lava Jato, ele foi solto pelo juiz Sérgio Moro e agora ele é considerado fugitivo.

Segundo reportagem do Valor, ele PF estuda colocá-lo na lista da Interpol, a polícia internacional. Ele não tem autorização judicial para deixar o país.

Em depoimento, Careca revelou ter repassado propina ao senador Anastasia por ordem do doleiro Alberto Youssef. A investigação do caso foi prejudicada porque depende de novo depoimento da testemunha.

Ele também é considerado uma peça-chave para esclarecer a denúncia de participação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), como beneficiário do esquema de corrupção da Petrobras. Careca revelou ter repassado propina ao deputado do PMDB no Rio de Janeiro (leia mais)."

Nenhum comentário: