Um milhão e meio de brasileiros consomem maconha diariamente


Camila Maciel, Agência Brasil

“Os brasileiros, entre adultos e adolescentes, que consomem maconha diariamente somam 1,5 milhão, aponta estudo divulgado hoje (1º) pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

O 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad) revela ainda que 7% da população adulta já experimentaram a droga em alguma fase da vida, o que equivale a 8 milhões de pessoas. Entre adolescentes, 600 mil tiveram contato com a maconha.
Dos 3,4 milhões de pessoas que usaram maconha no último ano, mais de um terço (37%) é dependente, o que representa 1,3 milhão. Entre os adolescentes, os índices de dependência alcançam 10% dos entrevistados.

De acordo com a pesquisa, o Brasil não está entre os países com os maiores índices de consumo da droga. Enquanto, a média brasileira é 3%, o índice chega a 5% na Europa e 10% nos Estados Unidos. No entanto, ainda conforme a pesquisa, as Nações Unidas acreditam que os dados oficiais na América Latina possam ser subestimados, "uma vez que o volume de maconha apreendido no Brasil está entre os maiores do mundo e o país não é um grande fornecedor de nenhuma região."

Foram entrevistadas 4.607 pessoas em 149 municípios, com idade a partir de 14 anos. A amostragem, de acordo com os coordenadores do estudo, é representativa. Diferente da primeira pesquisa, feita em 2006, os entrevistados no atual levantamento responderam a um questionário sigiloso sobre consumo de drogas.

Para o coordenador da pesquisa, o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, um dado preocupante é a proporção entre usuários adultos e adolescentes. Em 2006, existia um adolescente para cada adulto que usa maconha. Em 2012, a proporção aumentou para 1,4 adolescente por adulto. Em 62% dos casos, os usuários experimentaram a droga pela primeira vez antes dos 18 anos.

“Se as leis ficarem mais frouxas em relação ao uso da maconha, o maior prejudicado vai ser o adolescente. Qual vai ser o impacto em relação à saúde mental desses adolescentes? É isso que os dados nos alertam. A pessoa que já é usuária não vai mudar o padrão de consumo. Quem pode mudar o padrão de consumo, de acordo com a nossa atitude legislativa, é o adolescente”, avalia.

Os entrevistados também foram questionados sobre a legalização da maconha no país. A maioria (75%) é contrária, ante 11% favoráveis. Os dados reunidos no Lenad irão possibilitar, posteriormente, a avaliação do consumo de outras drogas, como o crack."

11 comentários:

Linkicha - Agregador de links disse...

Deveriam liberar logo


Linkicha - Agregando ótimos links: www.linkicha.com.br

Anônimo disse...

Maconha não é droga seu cavalo de teta! Leia, pesquise e se informe seu monstrão! Droga mata! Até Aspirina pode matar! Maconha NUNCA matou ninguém! Seu ignorante de merda! Povo de merda, sem cultura e submisso!

Anônimo disse...

Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad)??? Álcool não é droga também? Simples ignorância? Pleonasmo intencional?? Manipulação?? rsrsrsrs...

Anônimo disse...

Maconha não mata, mas deixa o cara lesado! Enquanto o maconheiro fica pensando que está se "iluminando" com o barato da maconha, os políticos riem a toa ao verem que o eleitorado fica cada vez mais incapaz de pensar lucidamente! Trágico!

Anônimo disse...

HAHA engraçado vê nego falando de politico, como se a popuulação brasileira fosse uma maravilha, só tem gente desonesta nessa merda de país, os politicos são reflexo da sociedade lixo que vive nesse país.

Anônimo disse...

Melhor remédio contra o tédio, depressão, ansiedade, insônia, falta de apetite, falta de tesão, asma (se for vaporizado e não fumado) e mais um monte de vantagens que eu esqueci (ehaheahae)...

Não mata ninguem e não gera violencia (o trafico gera violência, a maconha não)

Anônimo disse...

Aguardo ansiosamento o dia que liberarem. Vai diminuir concorrência em várias coisas. Empregos, concurso público. Geral que usa maconha não vai conseguir por ficar meio lesado e afetar a cabeça.
Usem, usem, usem!
Usem todo dia.

Grampola disse...

A TV e a Veja também deixa todo mundo lesado e ninguém proíbe.

Anônimo disse...

Me irrita esses maconheiros que ficam defendendo a maconha. Eu tbm fumo e tô pouco me fodendo o que pensam. Eu sei que é uma droga, eu sei que faz mal, eu sei que deixa lesado e não tenho medo de confessar. Já esses que defendem a maconha falando que NÃO é uma droga a maconha não passam dos 20 anos, fumam 1 ou 2 vezes por mês e ainda ficam pagando de revolucionariozinho de merda achando que é igual o bosta do Che Guevara. Acorda maconheiro do caralho, vai ganhar o que defendendo isso aí? Fuma o seu e cala a boca.

Anônimo disse...

Eu vejo assim... fumo desde os meus 16 anos de idade hoje tenho 32 anos... tenho meu emprego, minha esposa, 2 filhos e levo uma vida normal... acho assim, deveria ser discriminalizado, e não liberado, pq se não vira zona e todo mundo fumando onde acha que pode fumar.
Sou a favor de tirar a maconha do trafico e poder ser vendido em farmacia em padaria ou em uma tabacaria especializada. Pois dessa forma deixaria o trafico mais "fraco" e faria com que o usuario estivesse "longe" de outras drogas... Exemplo se eu comprar maconha na padaria as outras drogas possiveis de serem adquiridas naquele local seriam cigarro cerveja e pão... agora sendo vendido da maneira que é hoje na boca de droga as drogas possiveis de serem adquiridas seriam, cocaina, crack, balinhas e muitas outras... e que tivesse locais especificos para o uso... nada de casa da sogra não de neguinho fumando na rua.

Anônimo disse...

1,5 milhão?! esse número deve ser bem maior, ñ fizeram a pesquisa cmg nem com ninguem q conheço hahaha'