Fakes, anônimos e outras mazelas internautas...


Isso tudo é muito sério e pode virar crime, mas as pessoas estão cada dia mais esquecendo o que é o certo e o errado

Cristiana de Barcellos Passinato, Brasil 247

Essa semana, li e ouvi falar de notícias de adolescentes que fazem chantagens pela Internet.

Na Malhação, seriado global, houve um personagem que passava uma outra personagem para trás com um golpe pela internet.

Tratava-se de um farsante que conheceu uma das personagens e depois começou a se encontrar com ela, e quando descoberto por intermédio de amigos que desconfiavam da ação do golpista já era tarde, pois quando a personagem recebeu a fatura de seu cartão de crédito constatou que o criminoso havia a desfalcado em uma verdadeira fábula.

Isso pode parecer ficção, mas não é.

Muito do que na ficção é abordado é tirado de notícias, fatos, estudos de casos reais.

Está cada dia maior o número de fakes (perfis falsos) dentro das redes sociais.

O pior é que são diversos os tipos de perfis que atuam assim.

Existem os perfis próprios, de pessoas reais que se disfarçam e fazem passar por pessoas ideais, perfeitas, o sonho da vida de quem se aproxima, é um tipo perigoso e possivelmente farsante para atacar em algum desses golpes. Esse é o pior tipo desses ditos “fakes”.
Artigo Completo, ::Aqui::

Nenhum comentário: