Uma teoria geral para o espalhamento de boatos em redes sociais


Silvio Meira, dia a dia, bit a bit

“é segunda de manhã, acabou o fim de semana, você leu o título e está achando que ainda estou na farra [ou de brincadeira]. é isso não, é sério e a história é a do título: cientistas acabam de descobrir –e provar, matematicamente- porque os boatos se espalham rapidamente em redes sociais. o artigo está neste link e uma nota explicativa sobre ele neste outro. se quiser, vá ler. senão, veja abaixo.

tudo tem a ver com os grafos de ligações preferenciais, as redes de conexões geradas ou explicadas pelo modelo de albert-barabási. as equações, como a que estima a probabilidade de haver uma conexão entre duas pessoas que têm k e l "amigos" numa rede social…


 …não são pra mostrar pras crianças, mas no fundo a explicação para a velocidade da boataria é simples, como quase toda matemática útil.

quando alguém entra numa rede social, é muito mais provável que se conecte a uma pessoa que já tem muitas conexões do que a outra que tem poucas. isto é o que o modelo de albert-barabási diz: em redes como as de conexões sociais [como faceBook e orkut] quem já é "rico" em conexões fica ainda "mais rico" à medida que mais gente entra na rede. isso porque todo mundo procura se conectar a quem já está conectado, pois todos querem participar do "vibe" do lugar e os agentes identificados com o espírito da rede tendem receber muito mais conexões do que quem está na sua periferia.”
Artigo Completo, ::Aqui::

Um comentário:

Linkicha - O agregador bicha disse...

Interessante. Parabéns pelo artigo!


Linkicha - Agregando ótimos links: www.linkicha.com.br