A página de Lula no Facebook mal foi criada e já reúne mais de 70 mil fãs


Horas antes de o Facebook fazer sua oferta pública de ações, ex-presidente brasileiro dá uma demonstração da potência da rede social criada pelo americano: a página de Lula no Facebook mal foi criada e já reúne mais de 70 mil fãs


"A internet permite que todos possam ter uma voz", diz o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no vídeo de apresentação de sua nova página no Facebook, criada nesta quinta-feira. Talvez o ex-presidente não tenha se dado conta, mas seus elogios à internet e a iniciativa do instituto que leva seu nome de criar a página têm um grande beneficiário fora do Brasil: Mark Zuckerberg, o criador da rede social da qual Lula, agora, faz parte.

Horas antes de o Facebook fazer sua oferta pública inicial de ações – os papéis devem custar entre US$ 34 e US$ 38 cada na Nasdaq e podem render até US$ 16 bilhões à companhia –, Lula deu uma demonstração do poder da rede social, e bem no dia mundial da internet. Horas depois de criada, a página de Lula já havia mobilizado mais de 70 mil pessoas.

Com o IPO desta quinta-feira, espera-se que o Facebook alcance US$ 100 bilhões em valor de mercado, mais do que companhias tradicionais, como a Ford, a Kraft Foods e até a Disney. A perspectiva de entrada da rede social na Nasdaq provoca intensa expectativa desde que o grupo anunciou, no dia 3 de maio, a intenção de vender mais de 337 milhões de ações.

A histeria se justifica. Apesar de ser um fenômeno inquestionável, o Facebook ainda tem para onde crescer. Mais de 900 milhões de pessoas checam suas páginas na rede social pelo menos uma vez por mês em todo o mundo, mas, nos Estados Unidos, por exemplo, dois em cada cinco adultos ainda não aderiram à rede, segundo pesquisa realizada pela Associated Press-CNBC.
Não que Zuckerberg precisasse de uma ajudinha de Lula, mas a exibição do poder de influência e do alcance do Facebook, cortesia do ex-presidente brasileiro, veio em boa hora.”

Nenhum comentário: