19 dezembro 2014

Charge do Bessinha


PSDB: Tofolli se comportou como militante do PT ao admitir a diplomação de Dilma


Jornal GGN 

"Ainda com dificuldade de digerir a vitória de Dilma Rousseff sobre Aécio Neves no dia 26 de outubro, o PSDB emitiu uma nota nesta sexta-feira (19) atacando o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Dias Toffoli, e garantindo que vai ter "terceiro turno", sim. A legenda promete continuar apresentando recursos judiciais na tentativa de cassar o segundo mandato da presidente petista, alegando fraude eleitoral.

Divulgado um dia após a diplomação de Dilma, o texto sustenta que o PT fez uso de mecanismos suspeitos para vencer a eleição presidencial (como dinheiro possivelmente desviado de esquemas na Petrobras), e crava que o TSE fez vistas grossas aos crimes porque seu presidente, Toffoli, ainda se comporta como advogado do PT.

Rombo de R$ 30 milhões por mês: PF acaba com a farra do prefeito playboy do PSDB

"Essa notícia você não vai ler na Folha, Estadão, O Globo, Veja...Operação Gafanhoto da Policia Federal  tenta prender tucano...que foge

Do Blog: Amigos do Presidente Lula

Farra de prefeito do PSDB de Itaguaí provocava rombo de R$ 30 milhões por mês

Segundo investigações da PF, Luciano faz parte de esquema que envolve secretários, empresários e servidores da cidade

Prefeito é suspeito de liderar quadrilha

Luciano Motta é acusado de comandar grupo que desvia verbas públicas do município. Polícia Federal cumpriu ontem 11 mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva

A Polícia Federal desarticulou, ontem, uma quadrilha que atuava na Prefeitura de Itaguaí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, desviando verbas públicas."
Matéria Completa, ::AQUI::

Gigolette em Estocolmo


"O governo enche as burras de quem bate nele dia e noite e não hesita em manipular, omitir, inventar e mentir 

Mino Carta, CartaCapital

A Folha de S.Paulo está de parabéns: na sua edição de quarta 17 provou que o governo federal tem acentuadíssima vocação para mulher de apache, a gigolette que gosta de apanhar do gigolô. Ou se trataria de uma forma aguda da síndrome de Estocolmo? De todo modo, a reportagem desdobrada a partir da manchete da primeira página demonstra, com precisão de teorema pitagórico, que o governo cumula de favores aqueles que o denigrem ferozmente dia após dia.

O trabalho em questão, de página inteira no interior da edição, informa que entre os anos 2000 e 2013 as Organizações Globo ganharam 5,2 bilhões em publicidade das estatais e a Editora Abril mais de 500 milhões. A Folha faz questão de dividir a mídia nativa em dois campos. De um lado, a maioria das empresas, reunidas neste canto sem maiores esclarecimentos. Do outro, as “empresas alinhadas ao governo”, encabeçadas pela Editora Confiança, que publica CartaCapital, Carta na Escola e Carta Fundamental. E nós não passamos de 44,3 milhões.

A crise vai rugir


"Nova CPI será teste de força da maioria governista

Tereza Cruvinel, Blog: Tereza Cruvinel

A presidente Dilma Rousseff pediu a alguns auxiliares do governo que não se afastem de Brasília no final do ano. Ela mesma mantém programada a viagem de descanso entre o Natal e o começo do novo ano mas, segundo colaboradores, receia que ocorra nesta fase o primeiro estrépito da crise anunciada: o vazamento dos nomes de políticos envolvidos com o esquema Petrobrás, citados pela delator Alberto Youssef, que devem superar a lista de 28 nomes fornecida pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa. O Planalto não se ilude: vem aí uma crise ruidosa, superlativada pela aliança entre procuradores, oposição parlamentar e grande mídia, tendo como alvo os líderes da coalizão governista e a própria presidente. E se for possível, o ex-presidente Lula.

A oposição já mostrou a primeira arma, retomando a ofensiva pela instalação de uma nova CPMI da Petrobrás, agora destinada a investigar especialmente os políticos citados pelos delatores premiados, embora eles ainda não tenham apresentado a provas ou esclarecido as circunstâncias do envolvimento. O fato de uma empreiteira ter feito uma doação a um partido ou político não significa, necessariamente, que se tratava de propina por este agente político mancomunado com o esquema corrupto de Costa-Youssef. Mas, tal qual no julgamento da ação penal 470, tudo será reduzido a “vantagens indevidas” ou corrupção passiva.

A Lista de Furnas é autêntica !


"E Rogério Correia é inocente. Aécio será ? Cerra será ?

Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada

O Conversa Afiada reproduz  informação sobre a Lista de Furnas, que sumiu, como tudo o que mexe com os tucanos (em Minas, em São Paulo, no Paraná).

O mensalão tucano, lembram ?

Evapora-se tudo.

Entre a PF do zé, o MP e o PiG, a Lista de Furnas, verdadeiríssima !, vira tudo uma nuvem passageira.

E os três processos que correm contra o Aécio ?

Mas, onde já se viu prender tucano ?"
Matéria Completa, ::AQUI::

Charge do Bessinha


A vitória dos bons princípios


"Reestabelecimento de relações EUA-Cuba mostra que governo brasileiro tinha razão em respeitar soberania de povos e países 

Paulo Moreira Leite, Blog: Paulo Moreira Leite 

Depois de passar meio século em operações sombrias para derrubar o governo nascido da revolução de Sierra Maestra por todos os meios a seu alcance, o império de Washington tomou uma medida de acordo com o estágio de civilização criado pela formação dos Estados Nacionais, lá pelos séculos XVIII-XIX: anunciou o reatamento de relações diplomáticas com Havana.

Num fato que chega a ser irônico, quando se recorda o papel do Vaticano ao longo dos séculos, coube ao Papa Francisco atuar com mediador das conversas secretas entre as partes.

Anunciado ontem, o reatamento de relações diplomáticas entre Estados Unidos e Cuba tem uma utilidade suplementar no Brasil: coloca em seu devido lugar o anti-comunismo primitivo que fez uma grande aparição na da última campanha presidencial.

Comunicação e democracia, tudo a ver

Luciano Martins Costa, Observatório da Imprensa 

"O principal extrato da Pesquisa Brasileira de Mídia 2015 (íntegra aqui), divulgada na sexta-feira (19/12) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, revela que quase metade da população tem acesso à internet, e desse total 37% a utilizam todos os dias, com uma intensidade de quase 5 horas por dia.

A televisão continua sendo o meio mais utilizado: 95% dos entrevistados afirmaram ver TV regularmente, sendo que 73% têm o hábito de assistir diariamente. Outro aspecto interessante do estudo é o fato de que os jornais continuam sendo apontados como os veículos mais confiáveis, enquanto as revistas perdem credibilidade.

A pesquisa foi encomendada ao Ibope Inteligência, empresa contratada em 2013 por meio de licitação, com a metodologia testada entre setembro e outubro e os dados coletados em novembro deste ano. Trata-se da segunda versão da mesma consulta (ver aqui a primeira versão da pesquisa), planejada para mostrar como o brasileiro usa os meios de comunicação, a frequência de acesso, as motivações e a credibilidade de cada um deles. Como a metodologia foi aprimorada entre as duas primeiras versões, ocorre uma descontinuidade em alguns dados, como a intensidade de uso da internet.
Uma das curiosidades, que contraria em parte o senso comum, é a pujança do rádio: em 2013, 21% dos brasileiros haviam declarado ouvir rádio todos os dias; nesta última pesquisa, esse número subiu para 30%.

Blog de política é mídia técnica?


Fernando Brito, Tijolaço  

Da EBC, hoje:

A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegando na internet que na frente da TV. A informação está na Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, divulgada hoje (19) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. De acordo com a pesquisa, os brasileiros passam, em média, 4 horas e 59 minutos por dia usando a internet nos dias de semana e 4 horas e 24 minutos/dia nos fins de semana. Já a média de tempo assistindo a TV é de 4 horas e 31 minutos/dia nos dias de semana e 4 horas e 14 minutos aos sábados e domingos.

De acordo com a pesquisa, a internet é o terceiro meio de comunicação mais utilizado pelos brasileiros, atrás da TV e do rádio (por enquanto, nota do Tijolaço)  e à frente dos jornais e revistas. O levantamento, que ouviu 18 mil pessoas e traçou um perfil do consumo de informações nas diferentes mídias, apontou que 43% dos brasileiros usam a rede como meio de comunicação."
Matéria Completa, ::AQUI::

Porque os grupos de mídia atacam os blogs


, GGN

Na edição de ontem, a Folha publicou um resumo dos gastos de publicidade das empresas públicas. Entre os mais de 5 mil veículos programados, o jornal definiu uma curiosa subdivisão: as verbas dos grupos de mídia e as verbas dos blogs e jornais online independentes - classificados como "aliados do governo".

Na relação de mídia há rádios, sites de todos os tipos, revistas semanais ou revistas especializadas. Por que a fixação nos blogs - e em revistas independentes, como a Carta Capital - que receberam parcelas ínfimas da publicidade pública?

Essa implicância se explica por dois fenômenos centrais na crise dos grupos de mídia.

O monopólio da audiência

O primeiro deles é o fim do monopólio da audiência.

A tentativa do PSDB de diplomar Aécio e não Dilma

Aécio precisa ser informado de que perdeu
"As pessoas se perguntavam nas redes sociais: é piada?

Mas não. Não era.

Pouco antes da diplomação de Dilma hoje, o PSDB solicitou ao TSE o seguinte. Que, em vez de Dilma, Aécio fosse diplomado.

Quer dizer: o PSDB quer cassar mais de 54 milhões de votos.

Há detalhes até engraçados. Você pode imaginar a cena: um mensageiro do PSDB vai em louca correria ao presidente do TSE para entregar-lhe o pedido e, ao chegar a seu escritório, descobre que ele já está diplomando Dilma.

18 dezembro 2014

Charge do Bessinha


Fim da Guerra Fria: vai ser bom para todo mundo

Ricardo Kotscho, Balaio do Kotscho

"Sou do tempo em que ir a Cuba era proibido para os brasileiros. Os dois países não tinham relações diplomáticas e no nosso passaporte vinha um aviso: era permitido viajar para qualquer país do mundo, menos para a ilha caribenha.

Ao retornar de uma viagem clandestina, você poderia ser interrogado e preso. A primeira vez que me arrisquei a viajar para Havana foi em 1980, para participar de um encontro de intelectuais latino-americanos (jornalista era considerado intelectual...), junto com uma comitiva bastante variada de representantes das várias áreas da cultura nacional.

Para chegar lá, era preciso fazer uma triangulação, com conexão em Lima, no Peru, pegar o visto na embaixada cubana e, depois, seguir até o Panamá, aonde finalmente pegamos o voo para Havana. Ao desembarcar, me lembrei da primeira vez que cheguei a Salvador, na Bahia, nos anos 1960. Era tudo bastante parecido: o povo mulato e festeiro, muita música, mojitos servidos à vontade, danças, roupas coloridas. Nada, enfim, que lembrasse uma terrível ditadura comunista, destas que comem criancinhas, como aprendi lendo os nossos jornais.

PSDB descarta apoio a Cunha e Chinaglia e entra na disputa pela presidência da Câmara


Jornal GGN

 "Para impedir que o PT conquiste a cadeira de presidente da Câmara em 2015, o PSDB até cogitou inflar a candidatura de Eduardo Cunha (PMDB), já que o peemedebista - que tem dado bastante dor de cabeça para o Planalto - reúne, até aqui, boas condições de vencer a disputa. Ventilou-se que o apoio dos tucanos estaria atrelado a uma pré-disposição de Cunha em fazer caminhar, como presidente, um possível processo de impeachment contra Dilma Rousseff (PT).

Essa semana, entretanto, o PSDB anunciou que dará apoio à candidatura de Júlio Delgado, que concorre pelo PSB. Também surgiu, pelo lado petista, o terceiro nome na disputa: o deputado e ex-presidente da Casa, Arlindo Chinaglia, que tem a missão de garantir que o rodízio entre PT e PMDB na principal cadeira da Câmara - só perde em importância institucional para a vice-presidência da República - retorne à ala de situação.

Diplomada, Dilma pede 'pacto contra a corrupção'


"Com a diplomação da presidente Dilma Rousseff, nesta quinta-feira, chega ao fim a batalha eleitoral mais disputada da história do País; "Eleição não é uma guerra, logo não produz vencidos. O povo escolhe quem quer que governe e quem quer na oposição. A quem for oposição, deve exercer da melhor forma possível seu papel. Mais difícil do que saber perder é saber vencer", disse ela, num discurso em que pregou união nacional contra a corrupção; "este mal de séculos está sendo expurgado agora. Não podemos fechar os olhos para isto: chegou a hora de dar um basta"; falando claramente na Petrobras, a presidente disse que a estatal é maior do que a crise e prometeu "fechar todas as portas para a corrupção"

Brasil 247

 Em discurso na solenidade de diplomação, que ocorre nesta quinta-feira (18), em Brasília, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a eleição, no Estado democrático de direito, "não é uma guerra, logo não produz vencidos". Em sua fala, de pouco mais de 20 minutos, ela falou sobre corrupção e disse que irá trabalhar pelo fortalecimento da Petrobras.

Veja!